Você sabia que as ações do Ano Internacional da Agricultura Familiar continuam?

quarta-feira, 11 Outubro, 2017 - 10:30
Ascom / Sead

O Ano Internacional da Agricultura Familiar (AIAF) foi em 2014, mas frente aos bons resultados alcançados nesse período, a iniciativa foi estendida por mais 10 anos.  Com AIAF+10, as ações da campanha, declarada pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), permanecem promovendo e aprimorando inciativas em favor da agricultura familiar.

A decisão aconteceu durante um encontro em Brasília que teve como objetivo avaliar os resultados da AIAF 2014. Já próximo ao fim do ano, em novembro de 2014, homens e mulheres líderes camponesas dos cinco continentes, juntamente com as associações rurais, centros de pesquisa e outros atores concordaram em estender a campanha.

Lautaro Viscay, secretário técnico da Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar do Mercosul (Reaf), conta que a campanha foi uma grande ferramenta para reafirma a importância que os produtores familiares têm nos diversos países. “O AIAF 2014 foi um ícone para a visibilidade da agricultura familiar no mundo. Isso permitiu uma série de desdobramento da agenda da agricultura familiar em toda região da América Latina e Caribe e em outras áreas, como África e Ásia”, afirma.

Segundo Lautaro, a campanha segue sendo um grande elemento para a sensibilização da sociedade, principalmente da área urbana, sobre o papel da agricultura familiar na segurança alimentar e no abastecimento de alimentos de qualidade nos países. Além disso, o AIAF contribui para avanços dos processos de marcos normativos legais e diretrizes para a agricultura familiar mundialmente.

A campanha continua atuando nos temas da AIAF 2014, como o acesso aos mercados, reconhecimento do papel das mulheres e fortalecimento das organização, além de mais três componentes principais: promover Comitês Nacionais da Agricultura Familiar; diretrizes para construção de governança com base na agricultura familiar sistemas agrícolas; e promoção da Pesquisa Participativa.

Lautaro ainda explica que o AIAF tem um papel fundamental para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pela ONU e do Plano de ação da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac). “O AIAF é mais que uma campanha. Ele se vincula a uma agenda positiva, que não só reivindica, mas coloca a agricultura familiar no eixo gravitacional central no combate à fome e à pobreza de toda região”, ressalta.

Ano Internacional da Agricultura familiar – AIAF

O ano de 2014 foi escolhido como o Ano Internacional da Agricultura Familiar, uma iniciativa do Fórum Rural Mundial e apoiada por mais de 360 ​​organizações camponesas e civis, além de instituições de todos os continentes. Sua celebração mundial, declarada pela Assembleia Geral da ONU, teve como objetivo promover e aprimorar políticas ativas para o desenvolvimento sustentável no campo, fomentar a luta contra a pobreza e a fome, além da busca de um ambiente rural baseado no respeito pelo meio ambiente e a biodiversidade.

Segundo Lautaro, a Reaf vem apoiando o AIAF+10 por ser uma experiência muito bem sucedida no desenho de políticas públicas, com os governos, movimentos e organizações da agricultura familiar, além de trazer ações que se tornaram políticas públicas em muitos dos países do Mercosul. “O AIAF+10 potencializa a possibilidade que se conheça também as conquistas que a Reaf permitiu no bloco e no processo de aprendizagem com as outras sub-regiões”, acrescenta.

Reaf

A Reaf é a reunião especializada do Mercosul vinculada ao Grupo Mercado Comum (GMC). Trata-se de um espaço de diálogo político e de fortalecimento de políticas públicas para a agricultura familiar e do comércio dos produtos do setor. Atualmente, o Brasil está na Presidência Pro Tempore do Mercosul e a Sead coordena as atividades do semestre. Saiba mais aqui.

 

Ouça na Rádio Sead:

 

Juliana Andrade
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Assessoria de Comunicação
Contatos: (61) 2020-0128 / 0127 e imprensa@mda.gov.br

Ir para o Topo