Sead participa do 26º Seminário dos Secretários Municipais de Agricultura do Rio Grande do Sul

quarta-feira, 16 Maio, 2018 - 10:45
Ascom Sead

Aconteceu na última quinta-feira (10), no auditório Romildo Bolzan do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, o 26º Seminário dos Secretários Municipais de Agricultura do Rio Grande do Sul e o 2° Seminário Nacional de Inspeção Sanitária Municipal Suasa/Sisbi. O evento foi realizado pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), em parceria com o Conselho dos Secretários Municipais de Agricultura (Consema), e contou com a participação de representantes da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), do presidente da Famurs e prefeito de Rio dos Índios, Salmo Dias, além de outras entidades governamentais.

O delegado federal da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário no Rio Grande do Sul, Márcio Madalena, esteve presente na abertura do evento e destacou o privilégio de mais uma vez ter a DFDA/RS representando a Sead. Salientou que nesse ano o seminário conta com uma participação recorde, são mais de 300 municípios representados. “Podemos aqui discutir sobre a questão dos serviços de inspeção municipal, sobre as adesões desse serviço à Sisbi e à Suasa e, consequentemente, o incremento de qualidade ao serviço de inspeção, o que beneficia muito as agroindústrias municipais. Nós estamos passando por um momento de transformação não só no estado, mas no Brasil como um todo, em que estamos trabalhando a readequação dos serviços de inspeção municipal com o intuito de levar em consideração várias questões como por exemplo, a produção artesanal e produtos típicos de determinadas regiões que até então estavam passando por um sistema ultrapassado de inspeção.” 

O delegado salienta ainda, que esse debate com os municípios, com o estado e com a União, tem o objetivo de modernizar o serviço de inspeção municipal, estadual e federal, e também, os critérios de adesão dos serviços que, consequentemente, trarão benefícios para as agroindústrias municipais e as pequenas agroindústrias, que produzem produtos diferenciados e precisam que o estado como um todo, olhe para elas como algo que precisa crescer, que precisa se expandir para o desenvolvimento da região.

O coordenador-geral de Formação de Agentes de Assistência Técnica e Extensão Rural da Sead, Gereissat Rodrigues Almeida, destacou que o evento se mostrou muito relevante pela importância e sensibilidade que o tema vigilância sanitária possui no âmbito da agricultura familiar.  “Existem elementos que precisam de maiores discussões e de um maior refinamento na sua execução, haja vista que muitas produções oriundas da agricultura familiar possuem um forte componente tradicional que ainda não são reconhecidas perante as legislações sanitária vigentes, o que, no entendimento da Sead, é um equívoco, e é necessário que eventos desse tipo aconteçam de uma forma mais contínua e mais recorrente em todo o Brasil para se fazer jus a esse debate”, ressaltou.

Segundo o presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Agricultura e secretário de Agricultura de Pelotas, Jair Seidel, é necessário produzir um esforço para planejar o futuro na agricultura. “A estimativa para 2020 é de que apenas 10% das pessoas permaneçam no campo, portanto ter um Plano Municipal de Desenvolvimento Rural e uma inspeção eficiente estimulam as pessoas a dar continuidade na agricultura”, destacou. 

Estiveram presentes ainda, o deputado e ex-secretário de Agricultura do Rio Grande do Sul, Ernani Polo, representando a Assembleia Legislativa do Estado, o presidente da Emater, Iberê Orsi, o Secretário de Desenvolvimento Rural, Tarcísio Minetto e o secretário de agricultura, Odacir Klein.

 

Assessoria de Comunicação  
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Contatos: (61) 2020-0120 e imprensa@mda.gov.br

Ir para o Topo