Mais terra para agricultores familiares baianos

segunda-feira, 3 Dezembro, 2018 - 18:00
Ascom/SDA

Nesta quarta-feira (28), o Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) oportunizou a mais 18 famílias de trabalhadores rurais baianos a realização do sonho de ter a própria terra. A escritura foi entregue durante o seminário sobre as “Novas Condições de Acesso ao PNCF, que aconteceu em Salvador (BA), como parte da programação da 29ª Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro).

Segundo a beneficiária Márcia Cristina Pereira de Souza, que representou os demais membros da Associação dos Trabalhadores Rurais de Morro da Contagem, esse foi um momento especial na vida dela e de todos que aguardavam ansiosos o financiamento. “Se não fosse o programa, nunca teríamos chance de ter um pedaço de terra e dele tirar nosso sustento. Estamos muito felizes e radiantes com o que conquistamos.”

Durante o seminário também foram entregues, pelo Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), 58 casas a beneficiários do PNCF  dos municípios de Barra do Choça e Arataca. Para a coordenadora da Unidade Técnica Estadual (UTE), Izabel Oliveira, a entrega das casas reforça a importância da integração de políticas públicas no desenvolvimento das famílias beneficiadas pelo programa. “Entendemos que o agricultor precisa ter mais que terra. Precisa ter condições de moradia e melhoria de infraestrutura, de produção e assistência técnica. O PNCF é um programa que permite isso, no momento que agrega diferentes políticas na busca de mais qualidade e sustentabilidade para a vida desses agricultores.”  

Para além do Seminário

O seminário sobre as “Novas Condições de Acesso ao PNCF” reuniu mais de 200 participantes entre trabalhadores rurais, coordenadores territoriais da Bahiater, representantes de empresas de assistência técnica, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR) e dos movimentos sociais, que vieram de 10 municípios baianos.

Dentre os participantes estavam 37 jovens alunos da Casa Familiar Rural (CFR), de Tancredo Neves, que veem no Programa uma oportunidade de ter a terra e nela empregar todo o conhecimento obtido na CFR e, com isso, protagonizar um futuro próspero. “Saio daqui mais animado e certo de que é isso que quero para o meu futuro”, disse o jovem Gilson de Jesus Santos, que aos 18 anos cursa o terceiro ano de formação.

O seminário reuniu ainda representantes de quatro associações de pretensos beneficiários, sendo duas delas de jovens egressos da CFR, que já iniciaram os procedimentos para acessar terra pelo PNCF. Eles seguiram o exemplo dos companheiros da Associação Condomínio Eliane Oliveira (Acel) que, em 2015, adquiriram 138 hectares pelo PNCF e desde então tiveram suas vidas transformadas.

 

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Contatos: (61) 2020-0120 / 0122 e imprensa@mda.gov.br

Ir para o Topo