Maior produção e geração de renda

sexta-feira, 4 Setembro, 2015 - 16:45

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) acaba de repassar quase R$ 3 milhões para fortalecer a agricultura familiar Paranaense. Os recursos foram destinados para estruturação do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural do Paraná (Emater/PR) – R$ 2,2 milhões, e para revitalização de feiras livres realizadas nos municípios de Realeza e Francisco Beltrão – R$ 770 mil.

No caso da Emater, os recursos são destinados à compra de veículos e equipamentos, como computadores, impressoras, câmeras fotográficas, e outros materiais necessários para atividades dos técnicos de Ater, principalmente em atividades de campo.

O objetivo do repasse é melhorar a infraestrutura de serviços de Ater para atendimento dos agricultores familiares e, dessa forma, contribuir para a inclusão produtiva por meio da geração de renda.

Parte desse valor será direcionada ao fortalecimento da atividade leiteira, em especial na região sudoeste do estado, que envolve 42 municípios e tem produtores de leite em 60% das propriedades rurais - com produção anual de 936,1 milhões de litros. São aproximadamente 30 mil estabelecimentos rurais que poderão continuar contando com assistência técnica próxima e continuada.

“A produção do leite é importante, tanto para o agricultor familiar como para o município. O fortalecimento da produção do leite na agricultura familiar no Paraná reafirma o compromisso do MDA com a atividade leiteira para geração de renda nas propriedades familiares”, afirma o diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural da Secretaria da Agricultura Familiar do MDA, Marenilson Batista da Silva.

Fortalecendo a identidade regional

Já o recurso restante, cerca de R$ 770 mil, é direcionado para ações que contribuem para a inclusão produtiva, já que as feiras livres geram renda e fortalecem a identidade regional.

A Prefeitura de Realeza receberá cerca de R$ 220 mil. O repasse visa melhorias nas instalações atuais, como ampliação de boxes, banheiros e calçada coberta, e aquisição de um veículo de carga para suporte no transporte dos produtos dos agricultores familiares para a feira e distribuição na alimentação escolar.

Mais de 600 famílias de produtores rurais da agricultura familiar da localidade serão beneficiadas pelo projeto. Elas trabalham na produção de hortifrúti, cereais e com pequenos animais.

E no município de Francisco Beltrão será construído, por meio do repasse de R$ 550 mil, um espaço físico para reestruturar a feira livre dos produtores rurais da cidade. A feira, que atualmente funciona com barracas desmontáveis e sem ambiente físico para proteção em dias chuvosos, passará a ter local fixo. O espaço beneficiará diretamente 28 famílias de agricultores familiares, gerando cerca de 300 empregos - diretos e indiretos. A expectativa é que o espaço atenda em torno de dois mil consumidores/mês.

A feira se configura mais que um ponto comercial da agricultura familiar, pois nesse meio circulam bens, culturas e pessoas, sendo uma partilha de saberes e conhecimentos entre o consumidor e o feirante. As melhorias proporcionarão um melhor espaço de comercialização, além de mais adequado e agradável aos consumidores.

 

 

 

Tags da notícia: 
Ir para o Topo