Encontro com a agricultura familiar

quinta-feira, 15 Outubro, 2015 - 14:15
Foto: Rony Sousa/ MDA

Ao prestigiar o I Congresso Nacional do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), nesta quarta-feira (14), em São Bernardo do Campo (SP), a presidenta Dilma Rousseff reafirmou que a agricultura familiar é prioridade do governo federal. “Isso explica porque, no ano de 2015, ano de dificuldades, o Plano Safra foi o maior de todos feitos até hoje, com 20% a mais de recursos”. Nesta safra, o volume de crédito chegou a R$ 28,9 bilhões - com subsídios e juros abaixo da inflação.

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, que participou da abertura oficial do evento, acompanhou a participação da presidenta.

Dilma falou com os mais de quatro mil participantes do evento, por cerca de 50 minutos. Com propriedade, citou ações criadas para alavancar a produção nas pequenas propriedades e garantir a soberania alimentar dos brasileiros, como os programas de apoio à comercialização (PAA e Pnae), a política de garantia de preços mínimos e o Plano Nacional de Agroecologia. “O Brasil saiu do Mapa da Fome (da ONU) porque nós, juntos, criamos uma política que visa melhorar as condições de vida e de produção no campo do nosso país”, afirmou. Dilma também mencionou o Programa Luz para Todos. “Não tem produção sem luz elétrica”, complementou.

Ainda frisou dois compromissos principais com os camponeses: ampliar o acesso à assistência técnica e extensão rural e avançar com a reforma agrária. Outros pontos importantes destacados pela presidenta foram os incentivos à produção agroecológica, ao cooperativismo e às agroindústrias familiares.

Das mãos do Anderson Amaro, da direção nacional do MPA, a presidenta recebeu a proposta do Programa Camponês. “É em cima dessas propostas que vamos discutir com vocês”, assegurou Dilma.

Com o tema ‘Plano Camponês, Aliança Camponesa e Operária por Soberania Alimentar’, o congresso abriga uma série de atividades que serão realizadas até sexta-feira (16), Dia Mundial da Alimentação.

Participam mais de quatro mil pessoas de 20 estados e de 15 outros países. “É por meio do alimento que nós construímos essa grande aliança”, explicou Amaro.

O ministro do Trabalho e Previdência, Miguel Rossetto, também participou do evento.

 

Mariana Sacramento
Ascom/MDA

Ir para o Topo