Dia Nacional do Extensionista Rural: qualificação do trabalho no campo

quinta-feira, 6 Dezembro, 2018 - 17:45
Ascom Sead

A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) comemora, nesta quinta-feira (6), o Dia Nacional do Extensionista Rural.Esta data, instituída em 1948 pelo governo federal foi escolhida em homenagem a primeira instituição de extensão rural criada no Brasil, a Associação de Crédito e Assistência Rural (Acar), hoje Emater-MG. Este profissional, está sempre ao lado do agricultor proporcionando apoio e levando melhores condições de vida às famílias rurais, contribuindo para as transformações culturais e econômicas e principalmente atuando como efetivo agente do desenvolvimento sustentável.

Em homenagem a todos esses profissionais e pelos 70 anos de extensão rural, o secretário especial da Sead, Jefferson Coriteac, comenta a missão desse profissional com o produtor rural. “O extensionista rural exerce uma função muito importante para o agricultor familiar que vai além dos conhecimentos técnicos, inserindo-se nas questões ambientais e sociais, dando assistência não somente ao agricultor, mas para toda a família”, afirma.

Extensão rural é o processo de estender, ao povo rural, conhecimentos e habilidades sobre práticas agropecuárias e florestais necessárias à melhoria da qualidade de vida no campo. O serviço de extensão atua como um fator estimulante a população rural para que se processem mudanças na maneira de cultivar a terra, de criar o gado, administrar o negócio e de defender a saúde da família.

O profissional de extensão rural exerce um compromisso ético e humano com a população rural, a exemplo do extensionista rural de São Luís (MA), Josenildo Cardoso de Araújo, que explica como desempenha a função no meio agrícola. “Ser extensionista é cumprir com uma missão em prol do desenvolvimento rural do Brasil. Após 39 anos de extensionista eu continuo motivado na tarefa de qualificar e expandir a produção no campo de forma sustentável”, finaliza.

Qualificação 

A Associação de Pequenos Agricultores da Comunidade de Iguaíba, localizada em Paço do Lumiar (MA) trabalha no plantio de maracujá, mamão, quiabo, maxixe e milho verde. Além disso, no plantio da horta maranhense é cultivado alface, cheiro verde e vinagreira. A associação comercializa os produtos oriundos da agricultura familiar em feiras e programas do governo federal e estadual.

A agricultora familiar, Julia Silva de Assunção, 45 anos, é uma das integrantes da associação que recebe o apoio do extensionista rural da região e fala sobre a assistência que recebe. “É indiscutível a importância do extensionista rural na tarefa de qualificar e expandir a produção agrícola, todos os conselhos que eles nos trazem agregam valores para a produção e enriquece toda a cadeia produtiva. ”

A agricultora finaliza dando destaque aos profissionais de extensão rural pelo trabalho realizado na comunidade maranhense. “Tenho que agradecer a Deus por tudo, e aos extensionistas por nos ajudar, um trabalho feito com muita dedicação e respeito ao meio rural. ” 

 

Gabriela Morais, estagiária sob supervisão da Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Contatos: (61) 2020-0120 e imprensa@mda.gov.br

Tags da notícia: 
Ir para o Topo