Coordenadores da Reaf visitam propriedade rural no Brasil

sexta-feira, 11 Agosto, 2017 - 17:45
Andressa Anholete / Ascom Sead

Os coordenadores nacionais da Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar no Mercosul (Reaf) foram à campo conhecer a agricultura familiar e as políticas públicas brasileiras. Representantes do Paraguai, Chile e Argentina, estiveram, nesta quinta-feira (11), em uma propriedade rural no assentamento Betinho, em Brazlândia, região administrativa do Distrito Federal, a cerca de 50 minutos de Brasília. Os representantes puderam ver, na prática, o dia a dia dos extensionistas e dos produtores familiares. 

O assentamento tem 23 anos, mas foi a partir do ano de 2000 que as mudanças começaram a acontecer, com a ajuda da assistência técnica e extensão rural e a implementação de políticas públicas, como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

O agricultor Antônio do Nascimento conta que a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) foi fundamental para iniciar o acesso ao crédito e, a partir disso, alavancar a produção. “Era tudo muito difícil, até que nos apresentaram políticas públicas que atendiam a gente. A Emater sempre foi uma grande incentivadora, e fundamental nesse processo, porque eles sabem como fazer, como arrumar a papelada”, comenta.

Antônio pegou recursos do Pronaf duas vezes. A primeira, para custear a produção de morango. Depois, para investir em um poço. Os recursos renderam bons frutos e, hoje, o cultivo do morango é uma das principais atividades da propriedade. Para escoar a produção, os agricultores se uniram em uma associação e partiram para o acesso às políticas de comercialização, como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

O extensionista de Brazlândia, Adelino Servato, conta que o assentamento Betinho está em uma região de terreno alto do DF, e que o clima favorece várias culturas. “Essa área é muito produtiva. Aqui se desenvolveu bem a cultura do morango e de hortaliças. A gente está sempre ajudando, levando a assistência técnica e elaborando projetos de crédito. Com essa estrutura, o pessoal consegue garantir renda e, assim, melhorar de vida”.

Durante a visita, os extensionistas mostraram aos coordenadores nacionais da Reaf como as políticas têm sido trabalhadas. Hur Ben Corrêa Silva, coordenador-geral de Assuntos da Agricultura Familiar e Cooperação Internacional da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), destacou ainda as políticas de Ater, Pronaf, Programa de Garantia de Preço da Agricultura Familiar (PGPAF) e o Seguro da Agricultura Familiar (SEAF). “Somando essas ações, cria-se um ambiente que permite implementar atividades, comercializar e se sentir seguro quanto ao retorno da produção. Implementando todas essas políticas, criamos um ambiente que favorece a prosperidade do agricultor”, observa Hur Ben.

Exemplo brasileiro

As políticas públicas desenvolvidas no Brasil têm sido referência para os países do Mercosul. Segundo o representante do Chile, Juan Guido Acuña, 15% das compras da merenda escolar feitas naquele país são de produtos da agricultura familiar. “Faz cerca de três anos que nós estamos acompanhando a experiência do Brasil com as compras públicas. Precisamente neste ano, estamos com os nossos agricultores familiares colocando os seus produtos na alimentação escolar. Isso só está sendo possível porque vimos essa política, o Pnae, funcionar no Brasil”.

O representante do Paraguai, Mario Rubén Leôn Frutos, vice-ministro da Agricultura, afirma que viu muita semelhança entre os produtores paraguaianos e os brasileiros. Ele afirma que a experiência servirá para aprimorar as políticas do país. “Observando como as políticas públicas foram desenhadas e como elas vão se complementando, nos dá uma ideia de como o nosso país pode se adaptar e utilizar a mesma estratégia”.

Reaf

A Reaf é uma das reuniões especializadas do Mercosul vinculadas ao Grupo Mercado Comum (GMC). Trata-se de um espaço internacional de diálogo político e de fortalecimento de políticas públicas para a agricultura familiar e para o comércio dos produtos do setor no Mercosul. Desde sua criação, em 2004, a Reaf se tornou um meio de discussão estratégico entre governos e organizações sociais representantes da agricultura familiar da região.

 A cada seis meses, um país responde pela a Presidência Pro Tempore da Reaf, como uma forma de garantir a democracia e o equilíbrio entre os Estados que formam o bloco. O Brasil assumiu recentemente a coordenação. Saiba mais aqui.

 

Confira também na Rádio Sead:

 

 

Juliana Andrade
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Assessoria de Comunicação
Contatos: (61) 2020-0128 / 0127 e imprensa@mda.gov.br

Ir para o Topo