Bahia tem o maior número de empreendimentos beneficiados de kits-feira atribuído pela Sead

quarta-feira, 13 Junho, 2018 - 15:00
Ascom Sead

Em todo o Brasil foram selecionados, por intermédio de chamamento público do edital da Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), 272 empreendimentos de agricultores familiares para serem contemplados com kits de feira livre. 

A Bahia foi o estado com o maior número de beneficiados, no total de 34 empreendimentos da agricultura familiar. Entre os contemplados, 32 são associações e 2 são cooperativas. Foram doadas 10 barracas e 20 aventais ao custo total de R$ 191.114,00.  

A coordenadora de Povos e Comunidades Tradicionais, Mulheres e Jovens da Sead, Ana Paula Souza, destaca o benefício dos kits-feira aos agricultores. “As barracas irão beneficiar 1.821 agricultores familiares de forma compartilhada e promover melhorias nos locais de comercialização dos produtos. ”

O auxílio à comercialização de produtos da agricultura familiar é uma das estratégias da Sead. Um dos procedimentos adotados pela secretaria é a utilização de recursos para qualificação de feiras livres nos mercados locais. A iniciativa visa, além de promover melhorias nos locais de comercialização dos produtos, disponibilizar aos visitantes e compradores um local mais adequado para a compra de produtos e um espaço para degustação.

A agricultora Francisca Luiza Guedes, da Associação de Mulheres Campesinas de Serra do Ramalho, foi uma das contempladas. Ela comemorou a chegada das barracas para sua associação e também para as outras sete que fazem parte do Território Velho Chico. “Nós temos a tradição da feira territorial todo ano, as feiras municipais e a Exposserra, então, é de grande valia para nosso território. Ficamos muito felizes porque, antes os produtos eram arrumados em mesas de madeira ou de plástico, para não colocar no chão”, afirma.

Caracterização dos empreendimentos selecionados na Bahia 

Foram contemplados 18 munícipios baianos. As associações e cooperativas premiadas ofertam ao mercado local, grãos, bebidas, artesanatos e diversidade de produtos originados da mandioca. São formadas por agricultores familiares, quilombolas, jovens e mulheres rurais. As associações encontram-se com o objetivo de atuação e dinamização do mercado, reforçam a potencialidade turística dos municípios, além de gerar o desenvolvimento comunitário e contribuir na revitalização de espaços urbanos. 

Participação da DFDA-BA 

A escolha dos municípios foi apontada pela Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário da Bahia (DFDA-BA) e deu destaque a importância que a Sead atribui ao cooperativismo como estratégia de organização produtiva da agricultura familiar, sobretudo em localidades menos desenvolvidas. Os municípios selecionados possuem a Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP) jurídica, tem o maior número de associados e possuem o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

O delegado substituto da Sead na Bahia, Biase Lauria Siabra, explicou que o objetivo da entrega das barracas é justamente fomentar os municípios com as feirinhas livres da agricultura familiar: “As barracas são padronizadas, normalmente listradas de verde e branco, onde você coloca o agricultor familiar diretamente em contato com o consumidor. Isso elimina o atravessador, gerando mais renda para o agricultor, qualidade na alimentação, na saúde do consumidor e, acima de tudo, você deixa o dinheiro circular dentro do município”, conclui.


Gabriela Morais, estagiária sob supervisão da Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Contatos: (61) 2020-0120 e imprensa@mda.gov.br

Tags da notícia: 
Ir para o Topo