Notícias

A Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) é o passaporte para que agricultores e agricultoras familiares tenham acesso às políticas públicas do Governo Federal.  Com o documento, é possível se beneficiar com o crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf); e os programas de compra pública, como o de Aquisição de Alimentos (PAA); e o de Alimentação Escolar (Pnae), por exemplo.  Atualmente, existem 4,8 milhões de DAP’s ativas no Brasil. A Bahia é o estado com o maior número de adesão com 687 mil declarações.
Minas Gerais é o segundo estado brasileiro com o maior número de estabelecimentos familiares do país. São 79% das unidades produtivas da região, de acordo com o Censo Agropecuário, que respondem por 84%) da produção de mandioca, 48% do café conilon, 47% do milho e 45% do leite (45%) no estado. 
Os produtores da Cooperativa Mista dos Agricultores Familiares do Assentamento Nova Aurora (Coopafana) já planejam o Ano Safra 2016/2017. Localizada no núcleo rural de Santa Izabel, em Góias, a cooperativa conta com 60 associados. A meta para o segundo semestre deste ano é ter uma marca própria, dobrar a produção de leite e montar uma fábrica de polpa de frutas.
Para proteger os agricultores familiares das mudanças de preço da produção no mercado, existe o Programa de Garantia de Preços da Agricultura Familiar (PGPAF), da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAFDA). O agricultor faz a adesão ao Programa ao acessar o crédito do PRONAF eé automático é e gratuito.
O Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/2017 passa a valer a partir desta sexta-feira (1º), quando inicia o novo ano agrícola. Além do volume recorde de crédito – R$ 30 bilhões – os agricultores familiares contam com juros ainda mais baixos para investir na produção. É o caso de quem cultiva alimentos que integram a cesta básica do brasileiro, como o arroz, o feijão, o milho e o leite. Para esses produtos, os juros de custeio recuaram de 5,5% para 2,5% ao ano.
A profissão de pescador profissão é uma das mais antigas do mundo, e a pesca é a base econômica de muitas cidades brasileiras, principalmente das litorâneas.No Plano Safra 2014/2015 (1º de julho de 2014 a 30 de junho de 2015), os pescadores artesanais acessaram 134 milhões de reais para comprar equipamentos de pesca e aquicultura, por meio das linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que é da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAFDA).
Produtos da agricultura familiar podem levar estampados nas embalagens a identificação que atesta a origem do que o consumidor está levando para casa. Criado em 2009 pelo Governo Federal, o Selo de Identificação da Participação da Agricultura Familiar (Sipaf) oferece visibilidade a empresas e empreendimentos que promovem a inclusão econômica e social dessas famílias. Atualmente, a identificação beneficia cerca de 110 mil agricultores familiares no Brasil. 
O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) financia projetos individuais ou coletivos, que geram renda aos agricultores familiares. O acesso a ele começa com a decisão da família em adquirir o crédito – que pode ser destinado ao custeio da safra, atividade agroindustrial, investimento em máquinas, equipamentos ou infraestrutura de produção e serviços agropecuários ou não agropecuários.
O programa da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, que assegura às mulheres do campo o acesso aos documentos civis, previdenciários e trabalhistas, de forma gratuita, já beneficiou 1,5 milhão de trabalhadoras. Até início de junho foram realizados, por meio do Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural (PNDTR), 7,6 mil mutirões que emitiram cerca de três milhões de documentos em todo o Brasil. As ações começaram em 2004.
Decidido a permanecer no campo e a trabalhar com o pai na roça, Anderson José Sozzeki, 27 anos, financiou um trator novo, através do Mais Alimentos, uma das linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) destinada à infraestrutura.
Os mercados institucionais são uma oportunidade de comercialização dos produtos da agricultura familiar. Geram renda aos produtores e promovem a segurança alimentar dos brasileiros por meio dos programas de Alimentação Escolar (Pnae) e o de Aquisição de Alimentos (PAA).O primeiro passo para participar desses Programas é ter a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP). É ela que identifica o agricultor familiar, conforme os requisitos determinados em lei. A DAP Jurídica é que identifica cooperativas e empreendimentos de agricultores familiares.
Até o dia 5 de maio de 2017, é possível registrar propriedades rurais no Cadastro Rural Ambiental, conhecido como CAR. A inscrição é gratuita, eletrônica e obrigatória para proprietários ou posseiros de imóveis rurais com até quatro módulos fiscais. Depois deste prazo, quem não estiver com sua propriedade cadastrada no CAR não poderá mais acessar o crédito rural. 
O agricultor familiar, Helvécio Soares Brasileiro, de 52 anos, sempre sonhou em comprar seu pedacinho de terra e produzir por conta própria. Em 2009, o sonho tornou-se realidade e ele finalmente conseguiu comprar 10 hectares no Núcleo Rural Quintas do Vale Verde, em Planaltina (DF).
Desde pequeno, Wellington Leinecker sonha proporcionar uma vida tranquila para os pais. Durante muito tempo, o agricultor familiar acreditou que seu objetivo só seria alcançado se ele deixasse a propriedade onde mora, no município de Lapa (PR), para tentar a vida na cidade. Foi por isso que, aos 19 anos, Wellington pleiteou engajamento no Exército Brasileiro para continuar servindo as Forças Armadas depois do alistamento obrigatório. Os planos, no entanto, foram interrompidos pela saudade de casa.  “Sou criado na roça, aqui a gente tem mais sossego.
Os interessados em participar da Feira da Agricultura Familiar, da 39ª Expointer – a maior exposição de animais, máquinas, implementos e produtos agropecuários da América Latina - precisam ficar atentos ao prazo.

Páginas

Ir para o Topo