Agricultor comemora tradição de quase 100 anos na plantação da erva-mate no dia do chimarrão

quinta-feira, 20 Abril, 2017 - 19:15
Rômulo Serpa / Ascom Sead

“Uma paixão, uma magia que não tem como explicar. Apenas sentir a vida e o significado que vêm da planta”, assim o agricultor familiar Elton Reus Gasparin, de 40 anos, define como é trabalhar com o plantio da erva-mate para o chimarrão, um dos principais símbolos do Rio Grande do Sul, com um dia em sua homenagem, comemorado em 24 de abril.
 
Elton nasceu e foi criado na propriedade da família Gasparim, no município gaúcho de Arvorezinha. O agricultor familiar conta que as terras foram adquiridas por seu avô em 1918, e, desde então, produz a erva-mate para o chimarrão. A propriedade possui 45 hectares, dos quais, 23 são destinados ao plantio da erva, com uma produção entre 700 a mil arrobas por mês.
 
De lá para cá, já passou para o pai do agricultor e agora é administrada por ele, que a vida inteira trabalhou com a erva sendo a principal cultura da propriedade.
 
Com o aumento da produção, o agricultor viu a necessidade de investir em maquinário. Há cerca de sete anos, através do Pronaf Mais Alimentos, o agricultor familiar conseguiu comprar um trator para os trabalhos na propriedade, o que, segundo ele, é de grande ajuda nas tarefas. “O trator foi de grande ajuda para nós. Ele já está quitado e no futuro próximo vou precisar de mais crédito para o crescimento da produção”, diz Elton.
 
A cidade 

Localizada em um polo de produção do chimarrão  Arvorezinha é conhecida como uma das maiores produtoras de erva-mate do país. Segundo a técnica social da Emater-RS, Mariane Menegon, são produzidos por ano na cidade 10 mil quilos de chimarrão por hectare. A produção é vendida para as indústrias ervateiras da região, onde é processada, embalada e vendida para todo Brasil e exterior.
 
Pronaf Mais Alimentos – Investimento

O Pronaf Mais Alimentos é destinado ao financiamento da implantação, ampliação ou modernização da infraestrutura de produção e serviços, agropecuários ou não agropecuários, no estabelecimento rural ou em áreas comunitárias rurais próximas. É importante lembrar que, para acessar as linhas de crédito do Pronaf, o agricultor familiar precisa ter a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP). Saiba mais sobre a DAP neste link.

 

Jane Bonfim
Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Contatos: (61) 2020-0122 e imprensa@mda.gov.br
 

Tags da notícia: 
Ir para o Topo