Ações e programas da Sead são destaque no Pará

sexta-feira, 6 Julho, 2018 - 10:15
Ascom Sead

Fortalecer a agricultura familiar paraense, por meio de ações e programas que trazem oportunidade, segurança e desenvolvimento para milhares de famílias que vivem no rural do estado foi o objetivo que levou a Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), por meio de parcerias, a entregar 60 kits feira, 300 bibliotecas rurais Arca das Letras e anunciar o lançamento do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), que chega ao estado com a perspectiva de beneficiar com acesso à terra, ainda neste ano, cerca de 100 famílias de trabalhadores rurais, num aporte de recursos inicial de R$ 14 milhões.  

“Com muita alegria trazemos o Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) para o Pará.  Ao possibilitar que trabalhadores rurais tenham acesso à terra, nós da Sead, contribuímos de forma inclusiva e autônoma no combate à pobreza e com a sucessão na agricultura familiar, respeitando as características do programa e a dinâmica de terra do estado”, comenta Raquel Santori, subsecretária de Reordenamento Agrário da Sead.

As entregas e anúncios aconteceram na tarde desta quinta-feira (5), em Belém, durante evento que reuniu na capital, prefeitos, secretários de agricultura, vereadores, representantes de entidades sindicais de trabalhadores rurais e da agricultura familiar e agricultores familiares de mais de 140 municípios do estado. 

Durante o evento, a subsecretária de Regularização Fundiária na Amazônia Legal (Serfal/Sead), Cris Martins, apresentou um balanço do trabalho de regularização que vem sendo desenvolvido pela Serfal no estado, e que somam mais 11.800 títulos de propriedade (urbanos e rurais) entregues, com mais de 60 milhões de hectares regularizados.
Na oportunidade, a subsecretária da Serfal, destacou a honra de estar no Pará e representar uma das políticas públicas mais importantes para o desenvolvimento da Amazônia Legal. “Continuamos firmes, trabalhando para que mais famílias sejam beneficiadas, pois entendemos que o título de propriedade garante direitos, reduz conflitos agrários e problemas ambientais, possibilita o acesso ao crédito e devolve ao agricultor o sentimento de cidadania”, finaliza.


Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Contatos: (61) 2020-0120 e imprensa@mda.gov.br

Ir para o Topo