INTRODUÇÃO

O Programa de Bibliotecas Rurais Arca das Letras, da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD), foi criado em 2003, e desde então vem contribuindo para que a população rural no Brasil tenha mais acesso ao livro.

Atualmente o programa está vinculado à Subsecretaria de Desenvolvimento Rural, sendo as suas ações executadas pela Coordenação-Geral de Gestão e Articulação de Políticas Públicas (CGPP).

O Programa é um mecanismo de inclusão e estratégia para o enfrentamento das dificuldades de acesso à informação do ponto de vista geográfico. O Manifesto da UNESCO para Bibliotecas Públicas respalda a importância do programa na perspectiva de possibilitar o acesso à leitura:

“A liberdade, a prosperidade e o desenvolvimento da sociedade e dos indivíduos são valores humanos fundamentais. Só serão atingidos quando os cidadãos estiverem na posse da informação que lhes permita exercer os seus direitos democráticos e ter um papel ativo na sociedade. A participação construtiva e o desenvolvimento da democracia dependem tanto de uma educação satisfatória, como de um acesso livre e sem limites ao conhecimento, ao pensamento, à cultura e à informação.”

Com mais de onze mil bibliotecas rurais implantadas em 2.509 municípios, suas ações favorecem contato com livros de áreas técnicas, didáticas, acervos literários, folhetos explicativos voltados para temas relacionados ao meio rural e as demais áreas do conhecimento.

UM POUCO DA HISTÓRIA DO PROGRAMA

O Programa de Bibliotecas Rurais Arca das Letras teve início em 2003, trazendo oportunidades para as populações moradoras de áreas rurais do Brasil que usufruíam de poucas possibilidades de contato com livros de diversas áreas do conhecimento, principalmente livros de literatura.

As primeiras bibliotecas foram implantadas em cinco comunidades rurais do semiárido de Pernambuco, Paraíba e no estado do Rio Grande do Sul entre maio e junho de 2003 (SOARES, 2009, p. 4). A iniciativa deu certo e, passados catorze anos, o programa alcança mais de onze mil bibliotecas rurais implantadas.

O programa atua na democratização do acesso ao conhecimento junto às comunidades beneficiadas pelo Programa Nacional de Credito Fundiário, assentados da reforma agrária, comunidades de pescadores, quilombolas, indígenas, extrativistas, populações ribeirinhas e os Centros de Formações por Alternâncias (CEFFA’s).

Desde sua implantação o programa conta com uma rede de parcerias nas esferas governamentais, não governamentais e sociedade civil, para confecção de móveis arca e doação de acervos bibliográficos. No contexto em que o País não dispõe ainda de bibliotecas públicas em todos os seus municípios, o programa Arca das Letras surgiu como mecanismo de apoio, oferecendo condições de acesso ao livro e estímulo à leitura no meio rural, desempenhando uma ação histórica de participação comunitária na democratização da leitura.

A LEITURA NO BRASIL E A IMPORTÂNCIA DAS BIBLIOTECAS NO MEIO RURAL

Segundo dados estatísticos da Pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizado pelo Instituto Pró-Livro em 2011, no ranking de preferências de atividades no tempo livre, a leitura está em sétima posição no Brasil, enquanto a televisão aparece como favorita em primeiro lugar. Estes dados são preocupantes, visto que o aumento no Índice de Analfabetismo Funcional, entre a faixa etária de 15 a 64 anos está crescendo.

As pessoas em seu tempo livre estão preferindo outras mídias e a leitura deixa de ser a mais atrativa.

Esta situação nos leva a refletir sobre a educação no campo e a necessidade de investir em mecanismos que favoreçam a redução do analfabetismo no meio rural brasileiro.

Neste contexto, a biblioteca Arca das Letras constitui apoio à engrenagem educacional por possibilitar ações de incentivo à leitura, servindo como elo multiplicador de informações.

Por estas razões, ressaltamos a importância do programa Arca das Letras para a promoção da leitura contribuindo assim para o desenvolvimento rural sustentável no país.

O QUE É UMA BIBLIOTECA?

A Biblioteca funciona como instrumento que mobiliza as comunidades por meio da participação cidadã, para o acesso ao livro e à leitura no meio rural brasileiro.

Trata-se de um móvel contendo acervo formado por um volume de aproximadamente 200 livros distribuídos entre literatura nacional, internacional, infantil e infantojuvenil. Além desse, no móvel Arca estão disponíveis livros técnicos e especializados em administração, saúde, meio ambiente, entre outros; e também livros didáticos de português, matemática, ciências, história, geografia, sociologia.

O Arca funciona ainda, como elemento estimulante das manifestações culturais e datas comemorativas, mobilizando as comunidades para a realização de eventos como exposições, saraus, visitas de autores e contações de história.

Além dos livros, são encaminhados às comunidades material de trabalho, carimbo com identificação da Biblioteca Arca das Letras, fichas de controle de empréstimo, marcadores de página e calendários.

QUEREMOS UMA BIBLIOTECA ARCA DAS LETRAS?

Primeiro passo: Mobilização

A implantação de uma biblioteca Arca das Letras se dá por meio da mobilização das comunidades que decidem aderir ao programa.

Para este momento é importante que, previamente, sejam convocados os membros da comunidade, em especial, lideranças comunitárias, pessoas que atuam em ações culturais, artistas e interessados em geral.

As discussões entre os participantes devem centrar na função da biblioteca e sua importância em atividades educacionais, culturais e sociais.

Segundo passo: Preenchendo o formulário de consulta

Consiste no preenchimento do Formulário de Consulta com o objetivo de traçar o perfil das famílias que serão beneficiadas.

Este documento envolve questões relacionadas a aspectos culturais, educacionais e econômicos, bem como a definição de quem se disponibilizará a se tornar o agente de leitura na comunidade. O formulário estará disponível no site www.mda.gov.br/arcadasletras.

Terceiro passo: Indicação do agente de leitura

A comunidade indica o agente de leitura que irá atuar como responsável pela gestão da biblioteca. A pessoa indicada assume o compromisso de cuidar do acervo, controlar o empréstimo e mobilizar a comunidade em prol de ações de incentivo à leitura e cultura.

O agente será capacitado pela equipe da Coordenação Nacional do Programa Arca das Letras.

Como receber a biblioteca arca na comunidade

Uma cerimônia festiva deve ser organizada para a chegada da biblioteca Arca das Letras na comunidade. Na oportunidade, são realizadas palestras, capacitações e atividades de incentivo à leitura. Para o evento, devem ser convidados parceiros, lideranças locais, representantes da área educacional e dos movimentos sociais e a comunidade em geral.

O Programa Arca das Letras é identificado com uma placa que deverá ser fixada na área externa de funcionamento da biblioteca. Assim, todos que passarem pelo local saberão que ali está funcionando um espaço onde será possível fazer empréstimo de livros, bem como a promoção de outras atividades culturais.

Funcionamento da biblioteca na comunidade

Toda biblioteca organiza suas regras definindo dias e horários de funcionamento.

As bibliotecas Arca das Letras seguem o mesmo critério. Contudo as definições devem ser pensadas envolvendo a comunidade e os Agentes de Leitura, que decidem, em reunião, o que é melhor para todos. Neste caso, regras sobre prazos e quantidade de dias de empréstimos, restrição relacionada a alguns materiais, como por exemplo, os dicionários, que são materiais de referência e devem estar sempre disponíveis para atender a todos.

Para o conhecimento das regras, faz-se necessário a criação de cartazes divulgando as informações definidas.

Sugestões

  • Fixar a quantidade de dias que a biblioteca fará atendimento.
  • Definir prazo para empréstimos de livros:
    • Livros Infantis (10 dias);
    • Literatura Nacional e Internacional, Didáticos e Técnicos (20 dias).
  • Quantidade de livros para empréstimo por pessoa (no máximo 3).
  • Em caso de extravio ou dano do livro emprestado, reposição de outro igual ou similar.

CONSTRUINDO A ARCA

A providência inicial para implantação da biblioteca Arca das Letras consiste na construção do móvel Arca, onde ficarão expostos os acervos que serão enviados pela Coordenação-Geral de Gestão e Articulação de Políticas Públicas (CGPP/SEAD).

O móvel segue padrão definido e por isso é importante que os responsáveis pela confecção sigam as especificações básicas do modelo. A organização dos livros deverá obedecer ao sistema de classificação por cores, facilitando, assim, sua localização nas prateleiras.

COMO SÃO ORGANIZADA AS BIBLIOTECAS

Toda biblioteca precisa dispor de organização em seu acervo. Por isso, o programa Arca das Letras encaminha para as comunidades rurais os acervos preparados para serem acondicionados no móvel arca. Essa providência facilita a identificação e organização dos livros, bem como sua localização e guarda. O preparo técnico do acervo é realizado na sede do programa Arca das Letras em Brasília, por uma equipe formada por diversos profissionais que atuam sob a Coordenação Geral de Gestão e Articulação de Políticas Públicas (CGPP).

O Acervo: Classificação

Os livros seguem para as comunidades rurais previamente classificados por um sistema de identificação por cores que facilita a compreensão da ordem dos materiais distribuídos.

  • Cor Laranja: literatura nacional e internacional;
  • Cor Branca: literatura infantil e infantojuvenil;
  • Cor Azul: livros técnicos e especializados;
  • Cor Verde: livros didáticos e de pesquisa.

Preparação Técnica do Acervo

Os livros são selecionados da seguinte forma: primeiro é feita a triagem por assunto (literatura nacional, internacional, infantil e infantojuvenil, livros técnicos, especializados e didáticos). Em seguida, são carimbados (na folha de rosto) e recebem uma ficha de devolução que é colada na área interna da capa traseira.

Por fim, cada livro recebe uma etiqueta colorida na lombada com as cores correspondentes às áreas definidas.

Quando a comunidade receber novos livros por doação ou compra, deverá seguir o padrão do preparo técnico descrito.

Ampliação do Acervo

O acervo iniciado com aproximadamente 200 livros, pode e deve ser ampliado. A mobilização da comunidade é muito importante para o sucesso de ações desse tipo. As campanhas de arrecadação são muito bem vindas, mas é necessário definir o tipo de acervo que a biblioteca objetiva receber, neste caso, livros de literatura nacional, internacional e infantojuvenil são obras mais adequadas, visando estimular as práticas leitoras. Quando o acervo é ampliado, o ideal é que os livros passem também por um processo de classificação.

CAPACITAÇÃO

Os eventos de capacitação envolvendo os Agentes de Leitura são realizados coletivamente no ato de entrega da biblioteca. A metodologia consiste em repassar para a comunidade informações técnicas sobre a gestão da biblioteca, com atividades de simulação de empréstimo e devolução de livros, bem como orientações sobre práticas de incentivo à leitura e planejamento das ações que serão desenvolvidas.

ARCA DAS LETRAS E AS PARCERIAS

O programa Arca das Letras está vinculado à Subsecretaria de Desenvolvimento Rural, da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, e é executado pela Coordenação-Geral de Gestão e Articulação de Políticas Públicas. Contudo, para que o processo de implantação das bibliotecas se formalize, depende de uma rede de parceiros que podem ser estabelecidos por meio de organizações governamentais, não governamentais e sociedade civil para confecção do móvel arca, doação do acervo bibliográfico, bem como apoio nas ações de capacitação da comunidade e na promoção de eventos.

Ao longo de catorze anos, o programa recebeu apoio de diversos segmentos da sociedade: instituições públicas e privadas, bibliotecas, editoras, escolas, livreiros, escritores, artistas e a população em geral.

ONDE DEVE FICAR

Com a experiência adquirida, observou-se que as bibliotecas implantadas nas sedes das associações de moradores ou em lugares comunitários tiveram mais êxito, até por ser um espaço mais democrático. Porém, em muitas comunidades as bibliotecas foram instaladas na casa de um morador, e conforme se pôde observar, para que essa ação dê certo é necessário que as pessoas das comunidades possam ter acesso ao espaço e que o Agente de Leitura tenha boa relação com a vizinhança.

Quem cuida da biblioteca

O Programa conta com a colaboração de voluntários oriundos da comunidade, que, após o processo de capacitação, passam a atuar como Agentes de Leitura, sendo responsáveis pela gestão da biblioteca, das atividades de guarda, empréstimo e mediação de leitura.

OS AGENTES DE LEITURA

São indicados pela comunidade e devem ser pessoas que demonstrem interesse pela promoção de ações culturais, se predispondo a atuar de forma voluntária e estimulando a participação de mais integrantes da comunidade quanto ao uso da biblioteca.

O Agente de Leitura é a peça chave para que as ações da biblioteca Arca das Letras obtenham êxito. São capacitados quanto aos procedimentos metodológicos em relação aos cuidados com os livros e o empréstimo. Recebem, também, orientações sobre como mobilizar a comunidade em prol de ações culturais.

1 Habilidades que o agente de leitura pode desenvolver

Mesmo sendo um trabalho voluntário, o Agente de Leitura deverá disponibilizar um pouco do seu tempo em benefício das atividades de incentivo à leitura, motivando a comunidade para ampliação das ações no âmbito do programa. O Agente deve desenvolver ainda as seguintes habilidades:

- Conhecer o acervo da biblioteca;

- Realizar planejamento dos serviços a serem oferecidos aos usuários;

- Promover atividades culturais;

- Buscar parcerias para o fortalecimento da biblioteca em sua comunidade, tais como:

2 Ações que podem ser realizadas na biblioteca

A biblioteca não deve ser vista apenas como local de empréstimo e devolução de livros, assim sugerimos algumas iniciativas que tendem a fazer com que as bibliotecas se transformem em ambientes produtivos e pontos de referência cultural nas comunidades:

- Comemoração do aniversário da Arca;

- Formação dos “amigos da Biblioteca Arca das Letras” - Buscando o fortalecimento das atividades e a atenção de pessoas que tenham interesse em fomentar ações culturais na comunidade;

- Empréstimo de livros;

- Pesquisa / trabalhos escolares;

- Contação de história;

- Comemoração de datas significativas;

- Campanhas de arrecadação de livros;

- Campanhas de incentivo à leitura;

- Exposições;

- Palestras;

- Visitas de autores;

- Atividades de extensão envolvendo visitas domiciliares, divulgação da biblioteca em eventos, feira de agricultura, feiras de livro, atividades nas praças, etc;

- Jornal da biblioteca;

- Concurso de redação;

- Atividades teatrais;

- Oficinas com temas diversos;

- Cinema na biblioteca;

- Resgate da história da comunidade;

- Estatística mensal sobre empréstimos e devoluções de livros.

EDITAIS DE APOIO À CULTURA

O Ministério da Cultura e diversas instituições como: Eletrobrás e Eletro sul, Banco da Amazônia, Itaú, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, entre outros periodicamente lançam editais que podem favorecer o fortalecimento de bibliotecas e ações de incentivo à leitura.

A IMPORTÂNICA DA AÇÃO NA COMUNIDADE

Quando a comunidade adere à proposta de uma biblioteca rural, as ações tendem a transcorrer de forma muito favorável, pois todos estão dispostos a colaborar e estimular o desenvolvimento das atividades na biblioteca. Por isso é interessante que haja planejamento para desenvolver ações e iniciativas que envolvam os usuários nas práticas de mediação de leitura, estimulando o contato com o livro e a promoção da cultura local.

CONTATO ARCA DAS LETRAS

Coordenação-Geral de Gestão e Articulação de Políticas Públicas – CGPP/SDR/SEAD

Coordenadora: Thais Cristini Voltolini

Telefones: (61) 2020-0907 / 2020-0867

Programa Arca das Letras

Telefones: (61) 2020-0875 / (61) 2020-0876 / (61) 2020-0877

E-mail institucional: arcadasletras@mda.gov.br

Subsecretaria de Desenvolvimento Rural – SDR/SEAD

Subsecretário: Marcelo Martins

Telefones: (61) 2020-0896 / (61) 2020-0897 / (61) 2020-0842

Endereço: Ed. Palácio do Desenvolvimento – SBN Quadra 01, Bloco D – 10º andar – Brasília/DF – CEP: 70.057-900

Delegacias Federais do MDA

Coordenação-Geral Nacional das Delegacias Federais do MDA

Endereço: Setor Bancário Norte (SBN), Quadra 1, Bloco D, Edifício Palácio do Desenvolvimento, 6º Andar, Sala 603.  CEP: 70057-900 Brasília - DF

E-mail institucional: condef@mda.gov.br


ENDEREÇO DAS DEMAIS DELEGACIAS

Arca das Letras

MENU